28 de abril de 2017

OURO! OURO! OURO!

Ouro em Iramaia deve reaquecer ciclo da mineração na Bahia

Por Redação Bocão News

Pesquisas realizadas pela Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM) identificaram cinco depósitos de ouro, com cerca de 4 km de extensão, na cidade de Iramaia, através do Projeto Jurema Leste. A novidade deve reaquecer o mercado do ouro baiano e a economia da região.

O estudo feito por mapeamento geológico de detalhe agora aguarda a primeira fase para entrar em execução. “A CBPM pretende abrir um processo de licitação visando atrair empresa parceira que investigue a mineralização, a um custo estimado de US$ 1,5 milhão”, explica Rafael Avena, diretor da CBPM.  

No segundo ano os trabalhos serão dedicados à exploração da mineralização primária, por meio de sondagens diamantadas, até a profundidade de 220 metros, com a realização aproximada de 11.500 metros de sondagens, a um custo da ordem de US$ 4 milhões. Dependendo dos resultados dessas sondagens, confirmados os teores de ouro obtidos pela CBPM em seus trabalhos iniciais, o projeto poderá evoluir para um estudo de viabilidade econômica e, posteriormente, para a exploração, com o minério oxidado entrando inicialmente em produção.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner, as perspectivas são muito boas. “Acredita-se que a região de Iramaia possa vir a ser um novo distrito aurífero na Bahia, e este é apenas um exemplo da retomada do crescimento do setor mineral na Bahia”, diz Wagner.

NOTA DO BLOGUEIRO: Quem é natural de Iramaia e ainda tem os seus pais morando por lá, é o médico Dr. Suzart.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A V I S O
Devido ao momento político, a partir de hoje só serão liberados na opção Comentar como: ANÔNIMO, os comentários elogiosos, construtivos ou que falem bem das propostas ou das qualidades de candidatos a cargos eletivos nesta eleição. Os comentários de teor crítico, acusadores ou agressivos aos candidatos, autoridades ou a qualquer outra pessoa, só serão liberados se o autor se identificar na opção Comentar como: NOME/URL, no quadro de comentários. IDENTIFICAR VIA ITEM NOME/URL.