23 de abril de 2017

TEMER: BOM, BARATO E COMPETENTE... COMO PANO DE CHÃO


COM A MAIOR REJEIÇÃO DA HISTÓRIA TEMER “VIRA” PANO DE CHÃO NO BRASIL

temer pano de chao

Nunca na história do Brasil um Presidente teve tamanha rejeição, como vem tendo o ilegítimo Michel Temer (PMDB). Após ter assumido o poder através de um golpe, Temer vem seguindo à risca aos comandantes do golpe, como por exemplo a FIESP; grandes empresários; banqueiros e outros e cortando direitos dos brasileiros. Primeiro foi a a provação da PEC 55; agora, tenta empurrar goela abaixo a Reforma da Previdência.
Citado por quase 50 vezes em delações de executivos da Odebrecht, Temer tenta resistir, mas se complica a todo instante, principalmente que a quadrilha do PMDB está toda comprometida com caixa dois e propinas na Odebrecht. Entre os nomes mais comprometidos estão o do próprio Temer, o do senador Romero Jucá, o Cajú e o nome do Presidente do Senador, Eunício Oliveira, o Índio – respectivos apelidos nas planilhas da Odebrecht.
Para completar, a própria Odebrecht apresentou à Lava Jato extratos que seriam de pagamento de propina vinculada por delatores a uma reunião com o ilegítimo presidente Michel Temer em 2010. Os valores superam osUS$ 40 milhões que, segundo ex-executivos, tiveram o repasse acertado em encontro com o hoje presidente golpista, em seu escritório político em São Paulo.
Com governo totalmente encurralado, rejeição de quase 90% e com medo de sair em público, Temer “vira” pano de chão e rende alguns trocados para vendedores ambulantes, em um País com mais de 13 milhões de desempregados, após um golpe que deu errado e acabou com a economia.
Por Roberto Alves/Cidade Alerta

5 comentários:

  1. Eu como mero ignorante constitucional, ainda não entendo o que de fato é um golpe!!! Obs: odeio Temer...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lula 2018 o maior ladrão dá história do Brasil.

      Excluir
    2. É simples. Golpe é o que o PT e Lula deram na Petrobras e no povo brasileiro.

      Excluir
  2. Desde a decada de 70 é assim...

    ResponderExcluir
  3. Este redator do texto é petista.

    ResponderExcluir

A V I S O
Devido ao momento político, a partir de hoje só serão liberados na opção Comentar como: ANÔNIMO, os comentários elogiosos, construtivos ou que falem bem das propostas ou das qualidades de candidatos a cargos eletivos nesta eleição. Os comentários de teor crítico, acusadores ou agressivos aos candidatos, autoridades ou a qualquer outra pessoa, só serão liberados se o autor se identificar na opção Comentar como: NOME/URL, no quadro de comentários. IDENTIFICAR VIA ITEM NOME/URL.