16 de agosto de 2017

BOMBA! BOMBA! BOMBA! PREFEITURA DE ITARANTIM É DERROTADA NA JUSTIÇA NO CASO DAS 40 HORAS

Tribunal de Justiça mantém decisão em favor da APLB de Itarantim

Resultado de imagem para aplb

Por ASCOM/APLB

Ocorreu no dia 14 de agosto, no Tribunal de Justiça da Bahia, o julgamento do recurso impetrado pela Prefeitura de Itarantim contra decisão em favor de 29 professores do município. Os desembargadores votaram de forma unânime por manter a decisão liminar do Juiz Ricardo Guimarães, que derrubou o Decreto Municipal nº 69/2017, e determinou que os professores retornassem a sala de aula, sob pena de multa.

De acordo com á Coordenadora da APLB-Sindicato de Itarantim  Iara Cajá  “Esta não foi uma vitória do Sindicato, mas sim da legalidade, pois prevaleceu o respeito ao Estatuto do Magistério de Itarantim. Esperamos que o Gestor e sua equipe possam enfim reconhecer os direitos dos professores, e passe a centrar esforços na melhoria de nossa educação. A APLB sempre foi e continua aberta para o diálogo com a Prefeitura”.
ENTENDA O CASO
Em 2016, mais de 80 professores tiveram acesso à suplementação de carga horaria, de 20 para 40hs, prevista do Plano de Carreira e do Estatuto do Magistério de Itarantim. Porém, o novo Prefeito determinou a redução dos salários de 29 destes trabalhadores, sem qualquer processo administrativo. Todos os atingidos fizeram oposição declarada ao prefeito eleito.

Sem qualquer aviso prévio, estes profissionais tiveram o salário do mês de Janeiro cortado pela metade – inclusive uma das professoras chegou a receber R$226,81 – duzentos e vinte e seis reais e oitenta e um centavos! O setor Jurídico da APLB ingressou com uma ação judicial, e por determinação do Juiz, o Prefeito teve que chamar novamente os professores para cumprir jornada de 40hs semanais. A prefeitura recorreu, e pela segunda vez teve negado o provimento ao seu recurso.

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA: SEM LULA NA CORRIDA, QUEM GANHA É BOLSONARO, SEGUNDO PESQUISA ELEITORAL

Poder360: Bolsonaro lidera em cenários sem Lula; nome tucano influencia disputa
Foto: Roberto Stuckert | Agência Câmara
Por BN

Pesquisa DataPoder 360 divulgada nesta quarta-feira indica que se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), 71 anos, não participasse da eleição presidencial em 2018, o maior impacto positivo seria sobre a candidatura do deputado federal Jair Bolsonaro (RJ), que saiu do PSC para se filiar ao PEN (que mudará o nome para Patriota). Em um dos cenários, sendo Lula substituído pelo ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), Bolsonaro atinge 27% da preferência, liderando com margem elevada: o segundo lugar, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), obtém apenas 9%. Na sequência aparecem empatados Ciro Gomes (8%) e Marina Silva (8%), e finalmente Haddad, com 3%. Brancos e nulos conseguem reunir ainda mais pessoas: são 38% dos entrevistados, enquanto 7% não souberam ou não responderam. Ainda sem Lula, se o concorrente do PSDB for o prefeito de São Paulo, João Dória, a diferença entre Bolsonaro e os outros postulantes diminui: o deputado consegue 25% e permanece em primeiro lugar, seguido do tucano (12%), de Ciro (9%), de Marina (6%), e finalmente Haddad (5%). Brancos e nulos ainda respondem pela maioria: são 36%. Os que não souberam ou não opinaram representam 8%. Nos cenários em que Lula participa, ele lidera e Bolsonaro aparece em segundo – quem faz a diferença é o candidato do PSDB. Quando o tucano em questão é Alckmin (4%), a disputa fica entre os dois primeiros: Lula fica com 32% e Bolsonaro com 25%. Ciro fica com 4% e Marina em último, com 3%. A quantidade de nulos e brancos ainda é elevada (23%); 10% não souberam ou não opinaram. Na simulação com Dória, Lula perde um ponto percentual, mas ganha distância: enquanto tem 31%, Bolsonaro passa a ter 18%. Dória fica logo atrás com 12%, seguido de Ciro (6%) e Marina (3%). A quantidade de brancos e nulos se mantém em 23%; 7% não souberam ou não opinaram. Foram entrevistadas 2.088  pessoas em 197 cidades entre os dias 12 e 14 de agosto. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. 

SEGUIDORES DO BLOG NO FACEBOOK: ANIVERSARIANTES DE HOJE


NÃO DIGA QUE VOCÊ NÃO ACREDITA EM FANTASMAS SEM ANTES VER ESSE VÍDEO

"Fantasma" é registrado por câmera de segurança de cemitério na Inglaterra
Por Bahia Notícias
'Fantasma' é registrado por câmera de segurança de cemitério na Inglaterra
Foto: Reprodução / Facebook

Uma figura fantasmagórica foi registrada em frente a uma câmera do cemitério St. James Mount and Gardens, em Liverpool, no Reino Unido. Segundo informações do jornal britânico Mirror, o cemitério tem 58 mil corpos enterrados em seus cerca de 40 mil m². O vídeo no qual aparece a figura prateada andando por uma das alamedas foi publicado na página do Facebook “The Way I see Liverpool”. A silhueta aparece e desaparece ao longo da gravação. Em um site de história, o cemitério é citado como um catálogo de restos mortais de pessoas estranhas e espantosas; entre elas há um capitão de um navio que foi esfaqueado até a morte em circunstâncias suspeitas na baía de Biscay e corpos de crianças mortas durante uma grande epidemia de cólera. Veja abaixo as imagens registradas pela câmera do cemitério:

15 de agosto de 2017

de LÁ pra CÁ

MAIS DIFÍCIL SERÁ:
reconstruir o Brasil em ruínas.


No dia 6 de agosto, um encontro histórico dos franciscanos e franciscanas de todo o Brasil, em Aparecida (SP), proclamou em carta aprovada por unanimidade a adesão incondicional ao papado de Francisco e definiu como missão: “participar da reconstrução da Igreja com o Papa Francisco e reconstruir o Brasil em ruínas”.

Aquela carta trata de uma citação de um dos momentos mais conhecidos e cruciais da trajetória de São Francisco que, em 1205, na abandonada igreja de São Damião, em Assis, ao contemplar um crucifixo ouviu o que lhe parece uma mensagem direta: “Não vês como está a minha Igreja? Está em ruínas. Vai, e reconstrói a minha Igreja”. O mantra do encontro, repetido por quase todos os palestrantes e nas homilias durante as missas foi: voltar a Assis –retomar o espírito original de São Francisco.

Foram quatro dias marcados pela emoção e o compromisso, com representantes dos mais de 20 mil religiosos.

***
Realmente, com tanta desilusão num momento difícil da Política Brasileira, é louvável um movimento religioso fazer contraponto ⸺, aliás, louvável e necessário. Sei que é prudente não misturarmos religião com política; também sei ser prudente respeitar a crença de cada um. Mas, diante o abismo que se desenha no horizonte turvo do Estado Democrático de Direito, eis o tempo de despertarmos...

Qual a certeza que teremos diante tanta incerteza que vemos?
'Homens-bomba' fazem tremer a República sem nenhuma concepção de sensibilidade social. Os fatos mais relevantes são tratados como pauta secundária de uma suposta disputa política, dado num ambiente de perda do discurso ético, onde pouco se fala de projetos para melhorar as condições de vida da população, e muito se ouve sobre fenômenos da Judicialização como zeladores da nova moral. 

***
Por fim, pseudos heróis brotam do nada com suas bandeiras duvidosas de supremacia e criam mitomanias idiotizadas para nos devorar a capacidade de pensamento. É... fascistas inconsequentes que vomitam horrores que nada sabem, por nada saberem. Portanto, mais difícil será reconstruir o Brasil em ruínas... 
 

MACARANI: Prefeito corta o próprio salário, do vice de secretários e comissionados

Por Ascom PMM


Resultado de imagem para prefeito de macarani dr miller ferraz

O Prefeito de Macarani, reduziu o próprio salário em 18% para conter despesas e não ultrapassar a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Miller Ferraz (PMDB), na última segunda-feira, convocou uma reunião com toda a sua equipe e comunicou a sua decisão. Além de cortar 18% em seu próprio salário, ele determinou a redução do mesmo percentual para os salários do vice-prefeito, secretários e comissionados.

Segundo assessoria, o prefeito justificou a medida como saneadora para a contenção de despesas do Poder Executivo de Macarani e necessária, para conter as despesas com pessoal na tentativa de equilibrar as contas do município. A medida inclusive já valerá para este mês de agosto.

A medida deve vigorar por um período de até 04 meses. Diante da crise a administração municipal tomou a decisão de cortar alguns benefícios dos servidores efetivos como: diárias, horas extras, gratificações e outros. "Não seria justo só os funcionários efetivos pagarem o preço da crise, mas para que fosse feito justiça, o prefeito, vice-prefeito, secretários e demais comissionados contribuíssem para o ajuste necessário neste momento”, disse o prefeito.

Ainda segundo o prefeito, se não houver uma recuperação da receita em 04 meses, essa medida poderá ser prorrogada. "Encaro essa decisão com pesar, com tristeza. Infelizmente a necessidade obrigou a tomar essa medida. A gente teve uma redução de receitas muito drásticas e com isso a folha foi lá em cima, pra resolver isso tomamos essa medida, até as coisas melhorem. Espero que o seja um período temporário e bem curto, para que a gente esteja revendo as coisas de maneira contrária”, disse o prefeito Miller Ferraz

Tendo em vista a redução nos salários, confiante o gestor fala que a expectativa é que os servidores continuem empenhados em seus trabalhos.

Do mesmo jeito que a decisão pra mim foi muito difícil, pra eles não foi fácil também, mas é uma coisa que já vínhamos conversando e falávamos que infelizmente teríamos que tomar essa medida. Foi necessário para que não tivéssemos problema com prestações de contas. Com a equipe que a gente tem não teremos problema. Espero o mesmo empenho e vamos todos juntos torcer para que isso seja passageiro”. Olhando pra frente vamos continuar lutando para alcançar melhorias, sem baixar a cabeça e contando com o apoio e compreensão da população que é o principal alvo do nosso esforço.", finalizou Miller Ferraz.